8 de fev de 2009

A Queda! – As Últimas Horas de Hitler



Título original: Der Untergang
Direção: Oliver Hirschbiegel

Elenco: Bruno Ganz, Alexandra Maria Lara, Christian Berkel, Juliane Köhler
País
: Alemanha, Itália e Áustria
Ano: 2005
Duração: 156 minutos
Língua: Alemão e russo
Nota IMDb: 8,4
Cores: Colorido







*****************

Adeus, Hitler!

Baseado nas notas autobiográficas da secretária Traudl Junge, este filme aborda apenas uma parte da trajetória meteórica de Adolf Hitler no comando da Alemanha nazista. Grande parte dele se passa no bunker particular de Hitler e retrata o cotidiano de todos aqueles que faziam o trabalho burocrático ou prestavam aconselhamento a ele.

Considerado bastante polêmico por mostrar tanto seu lado imprevisível, autoritário e cruel quanto um lado mais humano e até agradável de Hitler, este A Queda é uma produção realmente digna de nota. Todos os detalhes, até onde se sabe, estão perfeitos. A fotografia é corretíssima, e aspectos como maquiagem, figurino, etc., são impecáveis. O fato de ser uma produção alemã agrega muito mais valor ao filme. Sente-se que o tema está sendo tratado com propriedade e que, ao mesmo tempo, expurga um desabafo dos alemães em relação a esse tema quase tabu.

Outro ponto de destaque é a atuação de Bruno Ganz, que interpreta o Führer com maestria tão grande que não há quem não se convença de que ele realmente estudou todos os cacoetes e as minúcias do comportamento e da personalidade de Hitler. Outros personagens importantes também estão muito bem caracterizados, como Himmler, Speer, Goebbels e Göring.

Enfim, dentro da linha de filmes biográficos, este certamente figuraria entre os três primeiros. Além de seu apuro estético, é um filme fantástico.

Heber Costa

********************


Um Louco no Comando

Os grandes momentos da história estiveram marcados pela presença de homens com o poder de alterar o resultado dos fatos — para melhor ou pior. É natural que nos momentos históricos aconteça uma procura de personagens para dar-lhes “vida”. Vilões e heróis surgiram e irão surgir no tempo histórico, alguns marcam a História de forma terrível e outros são tão extraordinários que é difícil não se sensibilizar com a sua trajetória de atos e vida.

A Queda – As Últimas Horas de Hitler procura expor os momentos finais da vida do líder nazista, explorando o lado mais íntimo do ditador, o filme mostra com eram inconstantes as atitudes do Führer. O homem por trás de toda a tragédia ocorrida na Europa tinha objetivos tão vis que suas decisões chegavam a ser ridículas e muitas vezes eram questionadas pelos seus próprios generais, que não entendiam como as ordens dadas por Hitler poderiam levar à Alemanha a vitória. Com uma rápida ascensão e sem ganhar uma eleição presidencial, Hitler obteve poder absoluto e apoio popular em pouquíssimo tempo. Ele tinha uma política muito centrada em levar a Alemanha a ser o centro do mundo e para isso transformou o país em uma grande indústria bélica, chegando a ter o maior poderio de guerra do mundo.

Um fator importante do filme é a relação de Adolf Hitler como os seus funcionários mais íntimos, eles nutriam uma admiração e lealdade tão extrema que chegava a ser algo doentio, endeusavam o seu líder e eram capazes que qualquer coisa para segui-lo. O tormento da Europa começa a chegar ao fim com a aproximação das tropas russas ao quartel general do ditador em Berlim, acuado ele não aceita a idéia de recuar ou fazer um acordo e ordena que os seus exércitos ataquem as tropas soviéticas, porem já era tarde demais para uma reviravolta, e o destino da Segunda Guerra estava traçado: o final do Führer foi o suicídio juntamente com uma boa parte de seus fiéis escudeiros.

Por se tratar, praticamente, de uma biografia de Traudl Junge, enquanto foi secretaria de Hitler — A Queda – As Últimas Horas de Hitler — é um ótimo apoio didático para ser utilizados em sala de aula e um excelente e esclarecedor filme para os interessados nos personagens de guerra.

Adriano Almeida

9 comentários:

Malthus de Queiroz disse...

Esse filme eu vi. Fiquei realmente impressionado com a interpretação do "cabôco" que faz o protagonista. abraços

Sophia disse...

Realmente, o ator que faz Hitler é o mesmo de "Asas do Desejo" de Win Wenders , ele faz aquele anjo que quer virar humano. Um personagem inesquecível, cuja a cópia (com Nicolas Cage) não chega perto do original.

Sophia

Andrea disse...

Esse filme eu sou doida pra assistir. Depois passo na tua casa pra pegar!
=*****

Luiziana disse...

Já viu a coleção de fotografias lançada pela Folha de S. Paulo? Custa cada R$14,90 cada módulo, tem um módulo de fotografias famosas de guerra, achei que voce podia se interessar.

Anônimo disse...

Alguém sabe me dizer se esse filme retrata a vida de Hitler desde a sua infância? Melhor dizendo, trata-se da biografia dele? Pois preciso muito de um filme que retrate a biografia de uma personalidade histórica, é pra um trabalho de faculdade. Se alguém puder me ajudar...


Abraços, Diogo.

Cenas da Guerra disse...

Não, Diogo. O filme só trata realmente dos últimos dias dele. Talvez seja mais fácil você encontrar um documentário para fazer o trabalho, pois geralmente são mais completos.

Anônimo disse...

Hum certo. Confesso que vai ser muito difícil encontrar esse filme, pois se fosse apenas tomar o livro como referência, seria mais fácil, mas como o professor da faculdade pediu o filme biográfico como forma de fazer o trabalho e desenvolvê-lo, vai ser um pouco difícil. Pois bem, vou ver se consigo achar um filme com o documentário de Hitler, tomara que eu ache!

Um abraço e muito obrigado!!!

Anônimo disse...

Hum certo. Confesso que vai ser muito difícil encontrar esse filme, pois se fosse apenas tomar o livro como referência, seria mais fácil, mas como o professor da faculdade pediu o filme biográfico como forma de fazer o trabalho e desenvolvê-lo, vai ser um pouco difícil. Pois bem, vou ver se consigo achar um filme com o documentário de Hitler, tomara que eu ache!

Um abraço e muito obrigado!!!

Andréa disse...

A melhor interpretação de Hitler que eu já vi.